Bifidobacterium, BB-12®

– Bifidobacterium a cepa probiótica mais documentada do mundo

6 Min read

A Bifidobacterium, BB-12® (a partir de agora somente será usada a marca registrada BB-12®), foi amplamente estudada e publicada em periódicos científicos. Ela tem sido usada no mundo todo, desde 1986, sem preocupações com a segurança. A BB-12® tem sido associada à promoção do sistema imunológico e da saúde digestiva de crianças e adultos (isoladamente e em combinação com outras cepas probióticas).

Fato

A cepa Bifidobacterium, BB-12®, foi estudada cientificamente e associada ao suporte do sistema digestivo e imunológico.

A cepa Bifidobacterium, BB-12®, da Chr. Hansen

Bifidobactérias foram descobertas e isoladas da amostra de fezes de um bebê amamentado em 1989. 1 A cepa probiótica Bifidobacterium, BB-12®, da Chr. Hansen, tem origem em nossa coleção de culturas lácteas e é usada em fórmula infantis, suplementos alimentícios e produtos lácteos fermentados (como iogurte) em todo o mundo.
A cepa BB-12® foi descrita em mais de 300 publicações científicas, tornando a cepa probiótica BB-12® a Bifidobacterium mais documentada do mundo. Mais de 200 dessas publicações são de estudos científicos em humanos, que investigaram o impacto da BB-12® em várias áreas da saúde, desde bebês prematuros e recém-nascidos até idosos.

 
The world's most documented
Bifidobacterium
Fato

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda amamentação exclusiva nos seis primeiros meses de vida, seguida da amamentação junto com alimentação complementar.2

Cepa probiótica BB-12 para bebês felizes e saudáveis

A Bifidobacterium, BB-12®, tem sido associada a numerosos benefícios para a saúde

Em bebês e crianças:


Saúde digestiva

Associada a evacuações mais moles e frequentes,3 e ocorrências menores e mais curtas de fezes soltas.4,5

Choro excessivo e agitação*

Associada a choro excessivo e agitação significativamente menores em bebês.6

Saúde respiratória

Associada a menos ocorrências de desconforto respiratório.7, 8, 9

Saúde imunológica

Associada a um maior suporte ao sistema imunológico.10

Saúde da pele*

Associada a menos ocorrências de pele vermelha, seca e escamosa em bebês.11

Em adultos:

 
Saúde bucal*

Associada a níveis salivares mais baixos de bactérias específicas que prejudicam a saúde bucal.12

Frequência das evacuações

Associada a evacuações mais regulares em adultos13, 14 e idosos.15 

Saúde imunológica*

Associada a benefícios para o funcionamento do sistema imunológico. 16

Níveis de colesterol#

Associada à promoção de níveis saudáveis de colesterol.17

 
* estudada isoladamente, # estudada em combinação com outras cepas, estudada isoladamente e em combinação com outras cepas
Cientista analisando a cepa probiótica BB-12

Segurança

A cepa BB-12® é segura para consumo humano. Recebeu o status de QPS18 (Suposição Qualificada de Segurança) na Europa e foi objeto de uma notificação GRAS (Reconhecido em Geral como Seguro) para a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA.19 Foram testadas em estudos científicos em humanos em níveis de até 100 bilhões de UFC/dia (unidades formadoras de colônias), sem problemas de segurança.


BB-12® é uma marca registrada da Chr. Hansen A/S 

O artigo é fornecido para fins informativos sobre probióticos e não pretende sugerir que qualquer substância mencionada no artigo seja indicada para diagnosticar, curar, mitigar, tratar ou prevenir qualquer doença.

 
As cepas probióticas da Chr. Hansen

Na Chr. Hansen, nossas cepas têm base científica. Todas as nossas cepas probióticas são apoiadas por documentação clínica. Saiba mais sobre os efeitos benéficos das nossas cepas em diferentes áreas de saúde.

Referências

1. Jungersen, et al. The science behind the Probiotic Strain Bifidobacterium animalis subsp. lactis BB-12®. Microorganisms. 2014;2:92-110. (PubMed)

2. Organização Mundial da Saúde. Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno. (Fonte) Acessado em 20 de setembro de 2021.

3.  Vlieger AM, et al. Tolerance and safety of Lactobacillus paracasei ssp. paracasei in combination with Bifidobacterium animalis ssp. lactis in a prebiotic-containing infant formula: a randomised controlled trial. Br J Nutr. 2009;102(6):869-75. (PubMed)

4.  Weizman Z, et al. Effect of a probiotic infant formula on infections in child care centers: comparison of two probiotic agents. Pediatrics. 2005;115(1):5-9. (PubMed)

5. Saavedra JM, et al. Feeding of Bifidobacterium bifidum and Streptococcus thermophilus to infants in hospital for prevention of diarrhoea and shedding of rotavirus. Lancet. 1994;344(8929):1046-9. (PubMed)

6.  Nocerino R, et al. The therapeutic efficacy of Bifidobacterium animalis subsp. lactis BB-12® in infant colic: A randomised, double blind, placebo-controlled trial. Aliment Pharmacol Ther. 2019. (PubMed)

7.  Taipale TJ, et al. Bifidobacterium animalis subsp. lactis BB-12 in reducing the risk of infections in infancy. Br J Nutr. 2011;105(3):409-16. (PubMed)

8.  Taipale TJ, et al. Bifidobacterium animalis subsp. lactis BB-12 in reducing the risk of infections in early childhood. Pediatr Res. 2016;79(1-1):65-9. (PubMed)

9.  Rautava S, et al. Specific probiotics in reducing the risk of acute infections in infancy--a randomised, double-blind, placebo-controlled study. Br J Nutr. 2009;101(11):1722-6. (PubMed)

10.  Holscher HD, et al. Bifidobacterium lactis Bb12 enhances intestinal antibody response in formula-fed infants: a randomized, double-blind, controlled trial. J Parenter Enteral Nutr. 2012;36(1 Suppl):106s-17s. (PubMed)

11.  Isolauri E, et al. Probiotics in the management of atopic eczema. Clin Exp Allergy. 2000;30(11):1604-10. (PubMed)

12. Caglar E, et al. Short-term effect of ice-cream containing Bifidobacterium lactis Bb-12 on the number of salivary mutans streptococci and lactobacilli. Acta Odontol Scand. 2008;66(3):154-8. (PubMed)

13. Eskesen D, et al. Effect of the probiotic strain Bifidobacterium animalis subsp. lactis, BB-12®, on defecation frequency in healthy subjects with low defecation frequency and abdominal discomfort: a randomised, double-blind, placebo-controlled, parallel-group trial. Br J Nutr. 2015;114(10):1638-46. (PubMed)

14.  Uchida K, et al. Effect of fermented milk containing Bifidobacterium lactis BB-12 on stool frequency, defecation, fecal microbiota and safety of excessive ingestion in healthy female students. Journal of Nutritional Food. 2005;8:39-51. Artikel kan ikke findes i PubMed

15.  Pitkala KH, et al. Fermented cereal with specific bifidobacteria normalizes bowel movements in elderly nursing home residents. A randomized, controlled trial. J Nutr Health Aging. 2007;11(4):305-11. (PubMed)

16. Rizzardini G, et al. Evaluation of the immune benefits of two probiotic strains Bifidobacterium animalis ssp. lactis, BB-12® and Lactobacillus paracasei ssp. paracasei, L. casei 431® in an influenza vaccination model: a randomised, double-blind, placebo-controlled study. Br J Nutr. 2012;107(6):876-84. (PubMed)

17. Ejtahed HS, et al. Effect of probiotic yogurt containing Lactobacillus acidophilus and Bifidobacterium lactis on lipid profile in individuals with type 2 diabetes mellitus. J Dairy Sci. 2011;94(7):3288-94. (PubMed)

18. EFSA Panel on Biological Hazards (BIOHAZ). Statement on the update of the list of QPS-recommended biological agents intentionally added to food or feed as notified to EFSA 3: Suitability of taxonomic units notified to EFSA until September 2015. EFSA Journal. 2015;13:4331.

19. Food and Drug Administration. GRAS Notice Inventory > Agency Response Letter GRAS Notice No GRN 000049. 2002.

O que são

probióticos?

Saiba mais sobre o que são probióticos e como eles estão associados a benefícios para a saúde

O que

procurar

Veja dicas importantes sobre como escolher um produto probiótico de alta qualidade

Nossas
cepas

Saiba mais sobre algumas das cepas probióticas mais documentadas do mundo e seus diversos benefícios para a saúde

Compartilhe